Por que os relacionamentos hoje em dia são tão descartáveis?



Há algum tempo, reflito sobre como muitas relações estão superficiais, passageiras e descartáveis.  Aliás, vivemos na era do descartável. Quebrou? Compra outro. Divergiu de minhas opiniões? Unfollow. Brigou? Separa.


As pessoas estão cada vez menos pacientes umas com as outras.  A relação está difícil? Termina. As conquistas que antes eram almejadas, hoje em dia são refutadas.A rapidez com que temos acesso a tudo hoje em dia interfere nas nossas relações interpessoais. Levou dois minutos para responder minha mensagem? Certo, vou demorar o dobro. E assim fica esse joguinho de quem se importa menos (aparentemente). 


O famoso faz de conta que eu não me importo.É muito mais fácil ficar dois, três, quatro meses com alguém, e quando as divergências aparecem, o relacionamento acaba. E veja bem, não estou limitando isso a relações amorosas, estou falando de todas as possíveis relações.


O difícil de estar em um relacionamento é aprender a conviver, aceitar, conversar, esforçar-se para que dê certo.Gosto de escutar a voz da minha amiga para saber se ela realmente está bem. Gosto de oferecer meu ombro e o meu abraço quando alguém que amo não está bem. Gosto de olhar nos olhos de quem estou conversando. Gosto de observar o jeitinho único de ser de cada um. 


O que observo é que as pessoas estão fugindo disso, muitas fingindo ter relacionamentos perfeitos nas redes sociais, escondendo a realidade por medo da rejeição e não aceitação.As relações nos fizeram aceitar que somos descartáveis.



Tão triste ser descartado da vida de alguém, não acha? Triste descartar assim, sem mais nem menos. Simplesmente não faz mais parte.


Estamos vivendo em um mundo onde a lei do desapego é cumprida. Em redes sociais, os sentimentos são expostos, ou melhor, postados. Mas e entre quatro paredes? São demonstrados?


De nada adianta trocar de carro se você não fizer revisões nele. Não adianta você jogar fora uma roupa branca que manchou, se você não aprender que tem que separar as roupas brancas das outras na hora de lavar. O que quero dizer é que de nada adianta descartar as coisas se você não modificar a forma como as trata. 


Não desista, busque uma solução para o problema.A impaciência, como eu já havia dito, está muito presente nos nossos dias. Respire fundo. Eu sei que é difícil conviver com o diferente, é um desafio saber escutar. Tente desenvolver a tolerância e a paciência. Preste atenção, eu sei que temos limites, e não estou dizendo para você ultrapassá-los, estou lhe dizendo para respirar fundo em cada desafio imposto.


Uma vez vi uma reportagem de um casal que estava há mais de sete décadas juntos, e o segredo deles para o amor durar era “Paciência, muita paciência”. Talvez nos falte muito disso, afinal, os nossos dias estão cada vez mais rápidos. 


Não somente nossos dias, mas nossos pensamentos também. Chega a ser engraçado, mas minhas mãos não acompanham o meu raciocínio ao escrever este texto. Que louco, não? A vida anda assim, rápida demais, às vezes não temos nem tempo para processar as informações, acontecimentos.


Dar conta de um relacionamento não é nada fácil, ainda mais nos dias de hoje, mas quando a gente gosta, é claro que a gente cuida e se esforça.