Sobre as tempestades da vida.

“Não haverá nuvem capaz de cobrir o céu azul para sempre, do mesmo modo, não há crise que dure uma vida inteira.” Juliano Eichelberger


Será que toda crise precisa ser negativa?
O cenário é o mesmo. Em qualquer parte do mundo. Não importa onde você mora, a realidade é sempre igual: depois de uma grande tempestade temos que lidar com os estragos que ela deixou. Algumas tempestades destroem tudo por onde passam, outras apenas alagam ruas porque o lixo acumulado não consegue dar vazão para a quantidade de águas. Outras derrubam árvores e casas. Não tem jeito, as tempestades são algo que temos que lidar e enfrentar em nossas vidas, pois a qualquer momento ela pode aparecer. Esteja preparado, pegue o seu guarda-chuva, por que ela está vindo.
Em alguns momentos das nossas vidas passamos por  "tempestades". São  momentos de crise que formam nuvens de dor sobre as nossas cabeças e nos deixam sem rumo, fases que mal conseguimos lidar. Acontece com todos. Ninguém nunca passará ileso a pelo menos uma tempestade/crise na vida. Assim como a tempestade,as crises da vida se formam quando menos esperamos. Vemos as nuvens pretas se aproximando, e de repente, lá está ela: a temível e assustadora tempestade.
Segundo a definição do dicionário Aurélio, crise significa uma "mudança súbita ou agravamento que sobrevêm no curso de uma doença aguda; Manifestação súbita de um estado emocional ou nervoso; Conjuntura ou momento perigoso, difícil ou decisivo; Falta de alguma coisa considerada importante; Embaraço na marcha regular dos negócios; Desacordo ou perturbação que obriga instituição ou organismo a recompor-se ou a demitir-se”.
O marido que não conversa mais com a esposa é uma nuvem preta que se aproxima, mas o pedido de divórcio é a tempestade que cai sem qualquer cerimônia. O filho doente de câncer, o tão sonhado emprego que não chega, a filha que bate à porta do quarto na sua cara e grita que te odeia, o adolescente que prefere ficar no computador o dia todo vivendo em uma realidade virtual e não quer ter qualquer diálogo são nuvens sobre as nossas cabeças. O aviso é claro e está logo ali: se segurem, as tempestades estão chegando.
Mas como podemos lidar com a tempestade/crise que cai sobre a nossa vida? Será que toda crise precisa necessariamente ser negativa?
A grande verdade é que podemos aprender com as tempestades da vida. Quando estamos passando por ela, talvez não consigamos ver como, mas podemos aproveitar esta oportunidade para nos fortalecer. Loucura? John Kennedy uma vez citou que quando escrita em chinês a palavra crise compõe-se de dois caracteres: um representa perigo e o outro representa oportunidade.

Depois da tempestade vem o tempo de arrumar a bagunça que ela deixou. Você pode fazer deste momento uma oportunidade. Chamo este período de “aproveitar de forma positiva a crise”. Ou seja, limpar a desordem que ficou. É o momento de fazer os ajustes necessários, assumir responsabilidades, parar de culpar o outro, o emprego, a crise financeira, sair do papel de vítima e se tornar protagonista da sua própria vida. É tempo de trabalhar o que está errado, de se fortalecer novamente, redirecionar e ordenar as metas e objetivos e, finalmente, de fazer frente aos desafios da vida. É o momento do famoso: “Levanta, sacode a poeira (no caso água) e dá a volta por cima”. Ai sim, depois de feito isto, vem a tão esperada bonança.